Algo A Dizer
Algo a Dizer
 

Entardecer

Por Luca Barbabianca

Se, para a juventude é só tolice

ajuntar sortilégio com blandícia,

o tempo é oferenda de perícia,

prêmio que só nos vem com a velhice.

 

Há um pretexto de febre na sevícia

do gesto adormecido de meiguice;

são nuvens de garoa, alguém já disse,

assoprando uma pluma de carícia.

 

Ser a um só tempo casa e caracol

deixa o velho ficar algo covarde

e o faz querer a lua em vez do sol.

 

No fundo do arco-íris a luz arde,

e o horizonte inventa esse arrebol

que tece o manto diáfano da tarde.

Luca Barbabianca é poeta e cronista. Seu blog é o lucabarbabianca.zip.net e sua verve pode também ser apreciada, sem moderação, no recantodasletras.com.br

Envie seu comentário:
Nome:*
Email:**
Comentário
Imagem de verificação

*Campo obrigatório
**O e-mail não é obrigatório e não será exibido no comentário
Comentários
  Nagao
11/09/2014

Mestre Luca, concordo com o colega Antonio Barreto que escreveu naquele e-mail to you:"Nó, que maravilha, Luca! Confesso: fazia muito tempo que não lia um so(000)neto tão bom!" Abraço.
 
  Valéria S. Dantas Lopes
14/09/2014

Muito lindo!! O jovens olham de um jeito; os velhos de outro: pressa e sabedoria nem sempre combinam, mas se esbarram. Cada qual com sua "casa e caracol". Tudo é muito intenso, o valor é imenso de cada momento que passa e se quer de volta. O resgate na velhice, o pensamento de saudade dói, instante a instante, enquanto a juventude já vai longe...Parabéns, Luca! Beijo, Valéria
 
  Afonso Guerra-Baião
14/09/2014

Mais um soneto feito com mãos de mestre!
 
 

contato@algoadizer.com.br | Webmaster: Marcelo Nunes | Design - Pat Duarte